Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

A teoria marginalista do valor e a economia política neoclássica (Ernest Mandel)

Eu traduzi para o Núcleo de Estudos do Racionalismo Formal esse trecho do Tratado de Economia Marxista (1962), do Mandel, em que ele descreve em linhas gerais a escola neoclássica, que é a forma específica do formalismo reacionário na economia.


A teoria marginalista do valor e a economia política neoclássica
A economia política eclética fracassou, entretanto, em servir, seja aos acadêmicos que continuaram a tentar responder às questões deixadas a eles pelas gerações anteriores, seja à própria burguesia, que constantemente se expunha ao risco de que, partindo da popularização das ideias de Ricardo, os economistas pudessem prosseguir até algum ponto na direção do socialismo (como aconteceu com John Stuart Mill). A fim de neutralizar o “perigo socialista”, sentido mais agudamente a partir da revolução de 1848 e, acima de tudo, da Comuna de Paris (1871), toda a estrutura baseada na teoria do valor-trabalho teve que ser demolida. Essa foi a grande virada da economia política burguesa, rumo…