Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

Amy Winehouse morreu - o rock já tinha morrido muito antes!

(Não vou postar foto porque, se você quiser, é só jogar no Google!)


A morte da Amy Winehouse, com 27 anos, coloca ela em continuidade com os grandes expoentes do rock.

Mas tem uma coisa: ela não era uma cantora de rock.

Isso não é casual.

Depois da degradação do conteúdo e da forma do rock, a sua continuidade em relação aos temas e ao seu "espírito" só podia acontecer por fora do formato já totalmente estagnado. A mesma coisa se aplica, eu acho, ao conjunto das artes plásticas, à política revolucionária e à literatura.


De um 27 até Amy

O último "elo" dos 27 antes da Amy foi o insignificante Kurt Cobain.

O Nirvana foi o estágio final de decomposição do rock'n'roll. Depois daquilo, só restava esperar os bárbaros.

O grunge era o uso da "técnica" do punk (= não tocar nada!), sem a concepção situacionista do punk (fusão entre a vida e a arte, arte como estilo de vida, chocar o público etc). O Conteúdo do grunge é os choramingos intimistas

(pra usar a expressão …