Nosso conto "Cyberfunk" vai ser publicado na coletânea "Cyberpunk" da Editora Draco!


Fiquei muito feliz com essa história!

Esse conto que eu escrevi com o Carlos Contente foi o que começou o nosso projeto que vocês podem acompanhar no nosso blog e lendo o e-book.

O anúncio dos contos selecionados tá aqui. Vai ser a minha primeira publicação em livro físico!

Comentários

Renata Brasil disse…
E aí Do Ó, beleza?
Aqui é o Jobson, tudo bem?
Estou muito feliz por vcs, é muito legal conhecer duas futuras celebridades.
Comprei o Cyberfunk, muito bom. Me faz lembrar sobre nossas discussões sobre o pós-capitalismo. Cyberfunk, assim como outras obras de ficção científica, surge como uma espécie de alegoria da incapacidade de superar o capitalismo. Estou curioso em conhecer o Uruguai do universo Cyberfunk, um país "socialista".
Ainda sobre a questão do pós-capitalismo, seria interessante se vc lesse sobre a obra de Kojin Karatani, o conceito de paralaxe utilizado por Zizek foi desenvolvido por ele. Karatani procura estabelecer uma ponte entre a obra de Polanyi e Marx. Não há nada publicado em português só um artigo sobre ele na revista Sinal de Menos, número 11, com o título Direito e Intercâmbio Social, o autor é Joelton Machado. Vale a pena ler tb o último texto do último livro de Robert Kurz (Dinheiro sem Valor): O perverso retorno do arcaico. Nesse texto ele joga a toalha de vez. Pelo visto ele chega à conclusão de que não haverá um colapso geral, mas um longo processo de desestruturação. Cyberfunk na veia.
Bem chega de digressões. Vamos marcar um papo e comemorar os 20 do Manifesto do Figurismo?
UM grande abraço
Jobson
rodrigodoo disse…
Oi Renata! Oi Jobson!

por algum problema de configuração, eu só vi esse comentário hoje! Vou ler esse texto aí e vou tentar te ligar amanhã

um abração!

Postagens mais visitadas deste blog

A teoria marginalista do valor e a economia política neoclássica (Ernest Mandel)

"Problemas de Gênero", da Judith Butler

Manifesto do Gay Liberation Front, em português!