Poética

Às vezes, pensar
é melhor que alinhavar imagens brilhantes e descoordenadas
logopéia, fanopéia

às vezes, a gente repisando velhos temas
pode, pelo menos, não escrever poemas modernos, mas que parecem um louco resmungando

às vezes, é melhor destruir um soneto
fazer um trocadilho

às vezes, é melhor colar essências e medulas
(essências elétricas)
dizer uma montagem nova e que procure ser lancinante
e calar a boca

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A teoria marginalista do valor e a economia política neoclássica (Ernest Mandel)

"Problemas de Gênero", da Judith Butler

Apropriação cultural e racismo culturalista